Shark Tank: o programa que te ensina como nadar com tubarões

Se existe um programa de TV que eu recomendo a todos que querem ter ideias de negócios ou empreendedores (atuantes), esse programa é o Shark Tank.

Os "Sharks" do Shark Tank Fonte: Kelsey McNeal—Getty Images
Os “Sharks” do Shark Tank
Fonte: Kelsey McNeal—Getty Images

Confesso que sempre ouvi falar desse programa, mas nunca tive vontade de assistir. Até que nesse feriado de Carnaval, resolvi dar uma chance e assistir alguns episódios. Minha primeira impressão foi: Como eu demorei tanto tempo para ver esse programa? É simplesmente, um dos melhores programas para quem é ou quer empreender!

Para quem nunca ouviu falar do programa, eu explico.

Em cada episódio um grupo de empreendedores apresenta a sua ideia de negócio a cinco investidores, que são chamados de “tubarões”. Em cada apresentação, os empreendedores, já vão com uma proposta para os “tubarões”, então, os “tubarões” fazem perguntas que considerem relevantes para entender o negócio, e em seguida tomam a decisão de aceitar a proposta, recusá-la ou fazer uma contraproposta. O interessante, é ver as novas ideias que os empreendedores trazem – muitas delas replicáveis, por sinal! – e aprender com as feedbacks dos “sharks” – mesmo que muitas vezes, não concorde com eles.

Para quem se interessou, o programa passa aqui no Brasil no canal TLC, as segundas 22:20. E, para quem não gosta de TV, você pode assistir online, no youtube ou qualquer outro lugar que lhe for conveniente.

A revista Fortune, teve uma ideia brilhante essa semana: imaginou alguns empreendedores fora de série(quando eu digo fora de série, eu falo daquele empreendedores que criam Startups, negócios sem comparação a outros, com ideias e criatividades bem desenvolvidas) no programa e como os jurados reagiriam a ideia deles. Não posso deixar de compartilhar isso com vocês. Separei o que eu achei mais interessante: Elon Musk (um dos criadores do Paypall e empresa automotiva Tesla).

Fonte: Fortune Magazine
Fonte: Fortune Magazine

Meu nome é Elon Musk e eu vou falar de como revolucionarei a indústria automotiva, primeiro nos Estados Unidos e depois, o resto do mundo. Meu carro, que se chamará Tesla, funcionara totalmente de forma elétrica, com zero emissão de combustíveis fósseis. Eu quero US$5bi por 20% da minha empresa.

Daymond John: Nós já temos o Chevy Volt e o Toyota Pryus nas estradas, e a venda desse tipo de carro é bem baixa, certo?

Sim, mas meu carro será diferente…

Daymond John: Como?

Ele custará mais ou menos US$100mil, será um carro de luxo, só que movido a uma bateria muito forte e que não existe nada parecido no mercado!

Daymond John: Como assim?

Isso mesmo! Um carro elétrico de luxo… E para reabastecer esses carros, vou colocar estações especiais em todo os Estados Unidos!

Daymond John: Parece que isso é uma piada…

Eu estou falando totalmente sério… e no meu tempo livre, eu crio espaçonaves…

Daymond John: Você é louco… Estou fora…

A Fortune, conseguiu com essa simulação, ser engraçada e reflexiva. Se todo empreendedor que tivesse uma ideia fora do comum, parasse no primeiro não, com certeza ainda estaríamos usando lamparina, andando de carroça e morando em feudos. A linha que separa um negócio fora de série, que dará resultado e um que não dará, é tênue… quanto mais conhecimento e vivência tivermos, mais feeling para saber se aquele é uma boa ideia ou não. Ler esse blog (olha o jabá) e assistir Shark Tank, podem te ajudar com isso.

Anúncios

Os 10 posts mais vistos do ano

Ter esse blog foi um desafio. Hoje vejo como ele me ajudou a me tornar um profissional e uma pessoa melhor.

Analisando os posts mais visualizados, não vejo um padrão, mas… tudo bem, não estou procurando por isso!

Ah, essa é a lista dos posts mais lidos, não quer dizer que são os melhores! (até por que essa classificação eu não fiz!):

1 – [Review] O poder do hábito.

2 – [Review] O corpo fala

3 – 10 lições aprendidas assistindo “The Wolf of Wall Street”

4 – 50 frases inspiradoras

5 – Aumento salarial não se pede, se conquista

6 – 6 dicas para lidar com pessoas que duvidam da sua capacidade de ser bem sucedido

7 – Conhecimento como commodity

8 – Elon Musk: Porque ele sonha tão grande e o que podemos aprender

9 – Me tornei um líder… E agora?

10 – [Review] O maior vendedor do mundo

O mais importante desse blog, é você. Obrigado e que em 2015 continuemos a fazer um trabalho que tenha significado. Até lá!

Elon Musk: Porque ele sonha tão grande e o que podemos aprender

Quase todos os meios de comunicação falaram sobre a criação e o lançamento do Hyperloop(um transporte tubular para pessoas, algo como uma comboio supersônico), pelo Elon Musk, o Tony Stark, em carne, osso e imaginação.

 

Tony, digo, Elon Musk em seu modelo Tesla.
Tony, digo, Elon Musk em seu modelo Tesla.

É um idéia excitante: viajar pelas maiores cidades dos EUA, na velocidade do som, a preço de viagem de avião.

 

Hyperloop: o começo do fim das distâncias
Hyperloop: o começo do fim das distâncias

Esta não é a primeira idéia surpreendente do Sul Africano, Elon  Musk. Na graduação, ele criou o sistema de pagamento online PayPall, com a venda dessa empresa, ele criou a Tesla, uma fábrica de carros elétricos, uma companhia de ônibus espaciais, chamada Space X, essas são só as principais e mais conhecidas obras dele.

Junto com Steve jobs, Richard Branson e Bill Gates, Musk faz parte de um grupo de criadores modernos, que pensam de uma forma unicamente genuína, com idéias aplicáveis no mundo real, e que com certeza, trazem um enorme impacto positivos em nossas vidas.

Pesquisando a vida de Musk, pode ser tiradas algumas conclusões de porque ele sonha (e realiza) tão grande! Aqui vão algumas delas:

  • Ele é um leitor voraz – Sua mãe diz que quando criança, toda vez que eles iam passear, ele sempre sumia… e ela sempre encontrava ele em uma livraria. Ele sempre preferiu a leitura, do que jogos(seja qual forem). Hoje, ele possui uma vasta biblioteca, onde encontra-se livros de todos os assuntos possíveis: decoração, economia, engenharia, administração, espaço, design, fotografia… enfim, parece que seu apetite por livros, realmente faz bem!
  • Ele tem capital para isso – A criatividade pode aflorar de qualquer jeito, mas, existem duas maneiras que colabora: se você for muito pobre(você vai ser forçado a criar coisas para melhorar sua vida) ou se você for muito rico(você terá muito dinheiro para gastar com suas idéias fantásticas). Elon Musk, tem muito dinheiro! Com a venda do PayPall, todo o dinheiro que ele possui, ele investe em seus novos projetos! Ele não precisa de permissão para realizar testes, e nem tem que passar por comitês para ver se sua idéia será aprovada e qual o orçamento. “Eu não estou tentando fazer uma tonelada de dinheiro com isso, mas eu gostaria de vê-lo se concretizar “, disse ele ontem sobre o Hyperloop. “Eu acho que pode ajudar se eu construí um modelo.”
  • Ele tem uma perspectiva global – Nascido na África do Sul, Musk trabalhou em uma fazenda no Canadá antes de frequentar a universidade da Pensilvânia e Califórnia. Ele viaja extensivamente para trabalho e lazer (ilhas, viagens por estrada, etc), o que o coloca em contato com pessoas de diferentes origens, pessoas com diferentes perspectivas e valores na vida. Confrontando e explorar novas pessoas, lugares, idéias, estimula o pensamento novo.
  • Ele tem filhos – Ouvimos várias vezes que quando as pessoas têm filhos toda a sua perspectiva sobre a sustentabilidade e qualidade de vida muda. Musk tem cinco filhos de seu primeiro casamento com Justine Musk. Razão pela qual os seres humanos devem se mover para colonizar Marte, é a preocupação com o futuro. “As crianças são incríveis”, ele sempre diz.
  • Ele estuda história – No pronunciamento sobre o Hyperloop, ele usou em sua discurso fala de Nicola Tesla; Catarina, a Grande; e Henry Fielding. Aqueles que conhecem o passado, tem o poder de mudar o futuro.
  • Ele é “ligado” na cultura pop – Musk não é um cérebro rico mimado longe da realidade. O cara ouve a todos, de Adele a Robbie Williams. Ele gosta de filmes. Ele vai para os clubes (onde ele conheceu sua segunda esposa, a atriz britânica Talulah Riley). Ele joga videogames. Trata-se de uma boa diversão – saídas para relaxamento e potenciais fontes de inspiração (a sua ideia para o Hyperloop veio sentado no trânsito enlouquecedor , por exemplo).
  • Ele é um gênio – Um sinal de inteligência é uma mente capaz de comunicar idéias complexas em termos simples. Para ser capaz de descrever, por exemplo, a tecnologia e a física por trás de um trem em tubo que viaja na velocidade do som em um relatório de 57 páginas que o leitor (leigo nessa área)pode facilmente digerir e (melhor ainda) achar interessante. Ah, e ele é o único cidadão privado na história do homem a enviar com sucesso um foguete e fazer ele retornar, intacto. Não é pouca coisa.

(Adaptado de: Elon Musk’s Hyperloop: Why He Dreams So Big, disponivel em http://www.forbes.com/sites/hannahelliott/2013/08/13/elon-musks-hyperloop-why-he-dreams-so-big/)