O que Steve Jobs, Lula e um vendedor de livros tem em comum.

Estava em meu trabalho, quando uma pessoa entra e começa a oferecer livros da bíblicos.

No começo, pensei, xi! Lá vem fria… Continuei o meu trabalho, enquanto outra pessoa a atendia.

Um dado momento, fui inserido na oferta do livro. A curiosidade foi maior do que o meu pré-conceito, e fui entender o motivo da venda daquele livro.

Grande foi minha surpresa, quando ao contar o motivo, a pessoa disse que era estudante de Relações Internacionais na Unb, em Brasília. Mas, tinha dado um pausa, porque ao fazer um estudo na CEAPE, ela achou sua vocação: que era levar o evangelho de Jesus Cristo, a toda criatura.

Vou me ater somente a uma questão, que importa para nós, enquanto empreendedores: vocação, ou propósito.

Essa é uma palavra que tem um poder inimaginável. A partir do momento que ice encontra a sua, você é capazes de mudar o mundo!

Steve Jobs, demorou um tempo para encontrar a sua, mas quando a encontrou, transformou tudo o que conhecemos relacionado a informática. Lula, por várias vezes disputou a Presidência, sem desistir, até se sagrar Presidente. Os 2 fizeram isso pelo propósito, assim como a “vendedora de livros”.

Para você ser feliz, empreender, onde quer que seja, encontre seu propósito! Depois que você o encontrar, tudo mais deixa de importar… Você estará abastecido por tempo o suficiente de realizar o seu propósito!

Anúncios

14 coisas que pessoas de sucesso fazem no final de semana

Laura Vanderkam, autora de “O que as pessoas de sucesso fazem antes do café da manhã” e “O que as pessoas de sucesso fazem nos finais de semana”, diz que as pessoas de sucesso sabem que os finais de semana são a arma secreta para um profissional de sucesso. “Segunda-feira você deve estar em ponto de bala”, ela diz ” para isso você precisa de finais de semana que te rejuvenesçam ao invés de te deixar exausto ou desapontado. Treinar o tempo todo, te faz um melhor atleta, e igualmente fazer um trabalho voluntário, atividade espirituais, e cuidar de seus filhos(se você tiver), fazem você um trabalhador melhor do que se você tivesse trabalhado só nesta empresa todo esse tempo.

O Coach executivo Dale Kurow, diz que as pessoas de sucesso geralmente gastam seus finais de semana participando de atividades em família com seus filhos e esposa, criado e exercitando o lado direito do cérebro.

Penélope Trunk, outra Coach, autora de Brazen carrerist: the new rules for succes(sem tradução para o português) , adiciona que pessoas de sucesso são altamente focadas no que elas querem. Os finais de semana e as semanas são muito parecidos: eles estão focados em criar a vida que querem.

Mas o que exatamente significa pessoas de sucesso?

Algumas vezes o sucesso é definido por uma bússola interna, diz Marsh Egan, Coach executivo.

Uma pessoa de sucesso é geralmente una pessoas que tem uma medida de felicidade no trabalho, família e vida espiritual, que o completa e satisfaz.(Embora isso varie de indivíduo para indivíduo), diz Kurow.

O que fazem as pessoas de sucesso nos finais de semana?

Aqui estão 14 coisas que elas fazem, ou deveriam fazer.

1 – Passar um tempo com a família e amigos ::: este é especialmente importante para aqueles que nao içam muitos com seus “amados” durante a semana.

2 – Exercício ::: todo mundo precisa disso, se você não tem tempo durante a semana, essa é si oportunidade. Exercícios físicos limpam sua mente e trazem idéias novas.

3 – Ter uma paixão ::: não no sentido físico, que também é importante, mas nesse caso é algo que te motive a fazer algo novo, como um hobby.
Pessoas de sucesso criam tempo para o que é importante e divertido. Isso traz um balanço positivo para suas vidas.

4 – Viajar ::: sair por aí, viajar, qualquer lugar que saía do si hábitat faz você renovar suas idéias e se aproximar ainda mais de pessoas que te fazem companhia.

5 – Desconectar ::: a maioria não consegue ficar muito tempo sem acessar o email… Não precisa fixar o tempo todo desonestado, mas saia dar uma volta sem o smartphone, sinta-se livre! Alguns sugerem um “sabático tecnológico”. É bom gasta tempo com pessoas, sem checar o celular.

6 – Voluntariado ::: várias pessoas participam de eventos voluntários ou filantrópicos. Este é um ótimo meio de aumenta seu networking e encontrar pessoas com interesses parecidos aos seus. A visibilidade desses eventos, também ajuda na sua marca pessoal.

7 – Evitar tarefas ::: todo final de semana tem “aquelas tarefas” que devem ser feitas, mas você quer gastar o mínimo possível de tempo, crie um pequeno espaço para essas tarefas e deixe livre o seu cérebro o resto do tempo.

8 – Planejar ::: isto faz as pessoa serem mas efetivas, fazer planos no final de semana, faz você começar a semana com metas definidas, significa também que você terá direções claras para as pessoas que trabalham com você.

9 – Socialize ::: humanos são criaturas sociais, estão sai com a família, com amigos, se involva.

10 – Jardinagem/esportes/cozinhar/atividadeculturais ::: jardinagem-cozinhar é arte! Treine seu lado direito do cérebro, e durante a semana as idéias fluirão melhor. Teatro/cinema/ esporte também enriquecem seu espirito.

11 – Networking ::: criar redes de relacionamentos não são exclusivas para quem quer uma carreira de sucesso, mas sim um estilo de vida. Não importa onde você está, não importa onde você vá, conecte-se com as pessoas.

12 – Reflita ::: refletir onde se quer chegar, como é a sua medida de felicidade e sucesso, são boas pedidas. Reflita, também, sobre assuntos não resolvidos durante a semana.

13 – Medite ::: como se equipar para o sucesso neste mundo? Você tem que estar paz consigo mesmo, é o primeiro passo.

14 – Recarregue ::: vivemos numa competição extrema, já que você já sabe como e quais são seus objetivos, fiando de semana também devem ser usados para recarregar energia. Ache seu jeito.

Pessoas de sucesso sabem que o tempo é precioso para descansar por descansar. Você não vai perder esse tempo ao pensar sobre o que gostaria de fazer com ele, e assim parar de “descansar” com os olhos na tv sem propósito. Se você não quer ter sucesso e nem se preocupa com isso, esse texto não é para você. Mas, se você deseja sucesso, isso é para você.

Adaptado de “15 things succesfull people do on weekends”, disponível em Forbes, por Jacquelyn Smith.

Empreendedor: “enverga mais não quebra”

Resiliência ou resilência é um conceito oriundo da física, que se refere à propriedade de que são dotados alguns materiais, de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura. (Fonte: Wikipédia)

Resiliência á prova!
Resiliência á prova!

Um exemplo é uma vara de salto em altura, que verga-se até um certo limite sem se quebrar e depois retorna à forma original dissipando a energia acumulada e lançando o atleta para o alto.

Portanto, resiliência é a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido tensão.

Além da física, está é uma palavra muito utilizada no mundo dos negócios. Característica muito solicitada e de extrema importância para os profissionais que almejam o sucesso.

Quando o termo empreendedor é utilizado neste Blog, é para definir profissionais que pensam fora da caixinha, profissionais inquietos e que sempre buscam novos desafios são estes os que mais precisam de resiliência.

Quanto mais desafio são procurados e assumidos… Mais tensão esses profissional sofrerão. Seja em falta de recursos financeiros, humanos, falta de ética de outros, erros, prazos…

O empreendedor precisa absorver essa tensão, acumular esta energia para apreender, dar um salto, ou seja, passar a fase, sem grandes perdas e o mais importante: continuando no caminho previamente traçado.

Caso você não tenha essa característica, adquira! É isso é possível através de treino e autoconhecimento… Palavra também muito importante, mas isto fica para outro post!

Quanto de felicidade seu dinheiro pode comprar?

Quanto dinheiro custaria pra fazer você feliz?

Provavelmente um monte… Quanto mais dinheiro, mais felicidade, certo?

Como regra, a resposta é sim, mas há um limite: $75000,00

De acordo com pesquisadores da Universidade de Princeton, Professor Daniel Caheman e Angus Deaton, dinheiro pode te fazer feliz, se não ultrapassar o limite de $75.000,00

Além disso, o efeito do dinheiro na felicidade depende de como felicidade é definida.

Quanto felicidade é definida como ter uma vida com satisfação “global”(em todas as áreas), dinheiro continuava aumentar a felicidade – além do limite acima. – Mas quando a felicidade é definida como a satisfação do dia-a-dia, mais dinheiro não aumenta a felicidade.

O que pode explicar isso?

Aqui há 3 possíveis explicações:

1 – Com mais dinheiro você provavelmente terá mais dor de cabeça. Se você é empresário, e está ganhando mais dinheiro com a expansão do seu negócio, por exemplo, você terá um monte de problemas para resolver no dia-a-dia. Você terá que contratar pessoas para te ajudar, e demitir pessoas que não te ajudam. Também, terá que toma decisões importantes, que poderão te acordar no meio da noite.

2 – A prosperidade que vem com o dinheiro não é a cura para todo o mal. Dinheiro é necessário, mas não é suficiente para uma boa vida, para a felicidade.

3 – Dinheiro pode comprar um monte de coisas que fazem você feliz, mas não pode comprar amizade verdadeira.
Amizade não pode ser encontrada e comprada em um mercado, mas deve ser estimulada e valorizada em relações imbuídas de confiança e amizade. Nenhuma quantidade de riqueza, poder, status, pode ser por amigos genuínos.

A questão central: bastante dinheiro é necessário, mas não é condição suficiente para a felicidade, que deve ser medida pela “vida vivida no dia-a-dia”.

Adaptado de: “How money happiness can money buy?” – Por Panos Mourdoukoutas, disponível em Forbes.com

Por que o Carnaval pode ser sua Janela de oportunidade?

Dizem, que nosso Brasil só funciona após o Carnaval. Então, já pode funcionar! Chega de acomodação, comece a cumprir o que você prometeu quando iniciou o ano. Você ainda tem 10 meses para atingir seus objetivos. Muitas pessoas, são infelizes em seus trabalhos, tem idéias de algum novo negócio, não iniciam por medo ou esperando uma oportunidade! – Eu vejo o medo escondido nessa desculpa!

Para ajudar essas pessoas, uma empreendedora chamada Anna Vital criou um belo infográfico, sobre cada momento de nossa vida, e nossa respectiva janela de oportunidade.

Dê uma olhada, encontre em que estado você está e … aprenda e empreenda!

Encontre sua "Janela de oportunidade"
Encontre sua “Janela de oportunidade”

Infográfico traduzido:

1 – Terminou seu trabalho:  Finalmente você terá tempo para desenvolver sua ideia;

2 – Perdeu tudo: Ótimo! Agora você não tem nada a perder, arrisque grande;

3 –  Recém formado: Você estudou o suficiente, agora use o que sabe;

4 – Terminou(ou foi terminado) com seu “amor”:  Agora, você tem mais tempo para construir seu negócio;

5 – Foi contratado: Aprenda tudo que há para aprender, faça uma bom trabalho… e saia;

6 – Chegou nesse mundo(nasceu): Você tem mais oportunidades que o resto de nós, não perca tempo;

7 – Morreu: Você não tem mais oportunidades;

8 – Mudou-se: Agora que você está em um lugar melhor, faça coisas melhores;

9 – Foi demitido: Eles fizeram o trabalho difícil, que é te tirar do emprego. Aproveite sua vida de volta e mãos-a-obra;

10 – Sua vida está normal, como sempre: Quando você tem uma vida estável, você pode facilmente focar em novos negócios;

11 – Você está doente: Agora que você etá deitado, em sua casa… você tem tempo para fazer um plano de negócios;

12 – Comprou um notebook: Tudo que você tem para iniciar um novo negócio, agora você tem! comece;

13 – Está se sentindo apaixonado: Criar novos negócios é sexy;

14 – Começou o colégio: Colégio sozinho não te leva a lugar algum. Faça coisas relacionadas a empreender… comece enquanto está na escola;

15 – Casou: Parabéns! Você conseguiu um sócio(a);

16 – Você teve filhos: Você tem que ser inspirador para eles…faça algo grande.

— Conclusão: se você está vivo, tem toda uma janela de oportunidade! É só aproveita-lá. Ah, como estamos em pós carnaval, você ainda conta com um plus – está descansando, com cérebro cheio de vitalidade e criatividade. É hora de por os sonhos em ação.

Feliz  novas janelas de oportunidades!

10 palavras para apagar do seu vocabulário

De uma comunicação profissional até em conselhos para carreira, estas 10 palavras surgem nas conversas entre empreendedores e executivos, mas não significam nada e não levam a lugar algum. Apague-as do seu vocabulário imediatamente!

 

Se for pra repetir essas palavras, não fale!
Se for pra repetir essas palavras, não fale!

1- Hum…

Josh Tolan, Presidente da Job matching , chama isto de “onomatopéia inarticulada”, faz você parecer indeciso e pobre em idéias.

2 – Não consigo!

Henry Devries, co-autor do livro Closing America’s Job gap (ainda sem tradução para o português) e Professor da Universidade da Califórnia, diz que a frase “não consigo” significa “eu não farei” ou “eu não sei como”. Uma melhor forma de usá-lá é substituir por “eu quero aprender como se faz”.

3 – Gosto

Nancy Mobley, fundadora da consultoria Insigth performance , diz que quando “gosto” é usado sozinha, mostra um vocabulário pobre. Fala sinceramente se você não gostou e porque, ou diga que gostou e porque!

4 – Nunca

“Não abuse da sorte”, diz Dale Austin, Diretor do Centro de desenvolvimento de carreira na Hope College. “Nunca” elimina qualquer possibilidade de desenvolver uma idéia e ainda faz você parecer alguém sem coragem.

5 – Mas

Darlene Price, autora de Well sais (ainda sem tradução para o português) diz que a palavra “mas”, nega tudo que veio antes dela. Ela sugere então, substituir pela palavra “e” ou reformula a frase.

6 – Inovador

Esta é usada com freqüência nas terras do Linkedin. Sempre sai na lista das palavras mais usadas em negócios. Risque ela do seu vocabulário e do seu currículo. Apesar de ter um bom significado, perdeu o se poder no mar de clichês.

7 – Provavelmente

“Provavelmente”, aparece com frases como “eu acho” e “uma espécie de”, quem sempre fala isso, não inspir confiança ou força.

8 – Não

Ninguém gosta de escutar um “não”, ao invés de “não”, substituo por “eu faria se pudesse”.

9 – Etc

Robert Finder, autor de “The financial professional’s guide to communication’s” chama isto de “não-palavra”, ela enche uma frase de significado(só que não). Ao invés dela, encha sua fala de exemplos e ilustrações.

10 – Realmente

Esta palavra é uma pobre tentativa de exalar sinceridade e veracidade, isto faz
seus cliente e colegas questionar o quanto você “realmente” está dizendo a verdade.

 

Concorda, discorda, quer acrescentar alguma palavra? use os comentários e gera mais discussão!


Adaptado de  “10 words to erase from your vocabulary” – disponível na Forbes, escrito por Deborah L. Jacobs