Conhecimento como commodity


Alguns anos atrás, quem tinha terminado uma graduação, tinha um grande diferencial. Era admirado por todos, e tinha uma demanda garantida para si. Independente de sua formação.

Anos se passaram, até que Graduação passou a não ser diferencial… profissional valorizado era aquele que tinha uma Pós graduação… e assim se foi por muito tempo.

Nos dias atuais, Faculdades são acessíveis para a grande maioria da população brasileira. O e-learning faz com que possamos estudar no conforto de nossa casa, e com qualidade top de ensino.

Conhecimento passou a ser commodity(são bens de qualidade uniforme produzidas em grandes quantidades sendo que as produções de cada um são equivalentes). Com a facilidade de adquiri-lo, ele sozinho já não é garantia de um futuro promissor. Só para esclarecer, quando falo de conhecimento, estou falando, do conhecimento adquirido através de meios acadêmicos.

Conhecimento tem que te alavancar, não aprisionar.
Conhecimento tem que te alavancar, não aprisionar.

Fazendo uma analogia, se conhecimento hoje em dia é o “carro”… mas, para você poder utilizar esse carro para chegar em caminhos estimados, você deverá ter um “motor”. O que será esse “motor”? ponto pra quem falou atitude!

Essa atitude é essencial, em tempos de crise, em tempos em que conhecimento é commodity! Saber transformar seu conhecimento em um “plus” e não só algo para colocar no currículo. Alguns autores dizem que as atitudes necessárias e essenciais para se tornar um diferencial são: (a)saber trabalhar em grupo, (b)ter uma visão holística, (c)saber comunicar-se e (d)ser empreendedor.

(A) Todos sabem que, duas cabeças pensam melhor que uma. Para saber trabalhar em grupo, é necessários conseguir extrair o melhor de cada um da equipe. Saber estimulá-los, e trazer coesão para o grupo, transformando-o em uma equipe. Conseguir criar bons relacionamentos também conta, construir um networking realmente poderoso.

(B) Se você é um profissional de Marketing, e acha que não deve saber de outras áreas da empresa, porque não há necessidade. Ledo engano. Quanto mais o profissional conhecer o trabalho do seu colega, quanto mais conhecer a empresa como um todo, mais a chance de pensar em estratégias e tomar boas decisões. Até o fato de conhecer seus concorrente, o que eles fazem, te faz ter idéias novas para seu negócio.

(C) Saber se comunicar é o que te faz vivo! Já dizia Chacrinha. quem não se comunica, se estrumbica! Quem se comunica de uma forma clara, tem mais chance de se fazer ouvido, e de mobilizar pessoas a aderirem sua idéias. Aqui entenda comunicação. não só a falada, mas saber se fazer claro ao escrever, também conta pontos!

(D) Essa é a que precisamos falar menos, já que se você, caro leitor, acompanha esse blog, deve saber bastante sobre empreender! 😉 mas, vamos comentar um pouco. Se sentir dono do negócio, sendo apenas um funcionário. te faz querer ver a empresa crescer e traz um grande senso de responsabilidade. As empresas só inovam quando tem pessoas pensando fora da caixa, e existem algum empreendedor que tem a cabeça dentro de uma caixa?

Use seu conhecimento aliada a atitudes. Funcionários padronizados, que só tem conhecimento, são os novos “apertadores de parafuso”. Fuja disso!

Anúncios

Um comentário em “Conhecimento como commodity

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s