O que fazer para aproveitar as oportunidades de negócio

O que você pode fazer para aproveitar melhor as oportunidades de negócio? Pergunta bem capciosa.

A resposta inicial é, enxergá-las. Manter a mente aguçada para poder enxergar é um treino que exige disciplina e entender que uma mente voltada para questionamentos é mais importante do que ter as respostas prontas para tudo, é essencial.

Para exemplificar melhor, segue um caso real.

Mais de uma década atrás, um estudante da universidade de Harvard convidou cinco pessoas para uma discussão de oportunidade de negócios.

Somente duas dessas cinco pessoas apareceram. Essas pessoas eram: Dunstin Moskovitz (que tem um fortuna decorrente dessa ideia avaliada em U$$9.9 Bi) e Eduardo Saverin (U$$5.8 Bi) e o estudante que os convidou, é óbvio, foi Mark Zuckberg, que tem um fortuna estimada em U$$35.7 Bi.

markzuckerberg2007-e1400081922221
Fonte: Forbes

 

Eu imagino como essas três pessoas que resolveram não participar, se arrependem daquela fatídica noite. Não deve ser pouco.

Pense na quantidade de momentos que poderíamos ter tido um insight de transformar uma conversa ou a resolução de um problema em um potencial negócio e a deixamos passar.

Lição aprendida: Não há nada mais caro do que uma mente fechada. Se você quer algo que você nunca teve, faça algo que você nunca fez.

Anúncios

[Review] Oportunidades disfarçadas

downloadEstamos vivendo uma crise financeira aqui no Brasil e isso assusta a todos: de donas de casas a CEOs de grandes empresas. Mas, pior que a crise financeira é a crise de ideias e otimismo.

Em alguns momentos de nossa vida, depois de algumas experiências, especialmente as negativas, vamos ficando temerosos e avessos a pensar diferente e arriscar. Começando a ter uma crise de ideias e otimismo. É nesse momento, que acabamos não percebendo mais as oportunidades.

Se você está nesse situação, aposto que não foi pior que a que Abraham Lincoln, 16º Presidente do EUA, se encontrou durante os vários fracassos de sua vida, até ser eleito Presidente:

Carlos Domingos, o autor, sabiamente, escolheu Lincoln, para fazer o prefácio(póstumo é claro).

O autor, decidiu escrever este livro, após um artigo que ele publicou na sua coluna semanal no jornal Valor Econômico, intitulado “Oportunidades disfarçadas” (que contava a maneira como várias empresas – no Brasil e no mundo – descobriram uma oportunidades em um tempo de crise), contrariando os anteriores que contavam com 6 ou 7 emails de respostas, teve aproximadamente 183! Esse artigo e suas resposta, foi o start para as pesquisas.

O parágrafo acima, é a síntese do livro, que com 300 páginas, tem centenas de caso de sucesso do surgimento de empresas. E posso garantir, que nos casos contados, não existe um sequer, que surgiu após amplo estudo do mercado, relatórios e planos de negócios. Muito pelo contrário, 100% desses empresas surgiram após uma grande decepção e uma grande necessidade, fazendo com o futuro empreendedor enxergasse naquele viés, a sua chance de sobrevivência.

Pense na seguinte situação, vendedores ambulantes são pessoas nada queridas, David, com 16 anos, vendedor de Enciclopédias, no final do século XIX, sabia muito bem. Ele saíra muito cedo da casa dos pais, para tentar a vida em Nova York. Só que as vendas de Enciclopédias iam de mal a pior, nenhuma dona de casa(seu público principal) se interessava em pelo menos, ver o seu produto. Nessa dificuldade, ele precisa por a “cabeça” para funcionar. Ele então, teve uma ideia, para cada dona de casa que aceitasse ver suas enciclopédia, ganharia de presente um perfume(criado por uma amigo farmacêutico). A ideia deu tão certo, que em poucos meses, todas as donas de casa queriam comprar o perfume e nem queriam saber da enciclopédia. Nascia aí, dessa simples ideia, a Avon, umas das maiores empresas de cosméticos do mundo.

A história de David e do surgimento da Avon, serve para ilustrar como o autor trabalha com a ideia de mostrar empresas reais que transformaram problemas reais em grandes oportunidades. Concordo com Eugênio Staub, Presidente da Gradiente, ao dizer que este livro é melhor do que qualquer antidrepressivo.

Por que o Carnaval pode ser sua Janela de oportunidade?

Dizem, que nosso Brasil só funciona após o Carnaval. Então, já pode funcionar! Chega de acomodação, comece a cumprir o que você prometeu quando iniciou o ano. Você ainda tem 10 meses para atingir seus objetivos. Muitas pessoas, são infelizes em seus trabalhos, tem idéias de algum novo negócio, não iniciam por medo ou esperando uma oportunidade! – Eu vejo o medo escondido nessa desculpa!

Para ajudar essas pessoas, uma empreendedora chamada Anna Vital criou um belo infográfico, sobre cada momento de nossa vida, e nossa respectiva janela de oportunidade.

Dê uma olhada, encontre em que estado você está e … aprenda e empreenda!

Encontre sua "Janela de oportunidade"
Encontre sua “Janela de oportunidade”

Infográfico traduzido:

1 – Terminou seu trabalho:  Finalmente você terá tempo para desenvolver sua ideia;

2 – Perdeu tudo: Ótimo! Agora você não tem nada a perder, arrisque grande;

3 –  Recém formado: Você estudou o suficiente, agora use o que sabe;

4 – Terminou(ou foi terminado) com seu “amor”:  Agora, você tem mais tempo para construir seu negócio;

5 – Foi contratado: Aprenda tudo que há para aprender, faça uma bom trabalho… e saia;

6 – Chegou nesse mundo(nasceu): Você tem mais oportunidades que o resto de nós, não perca tempo;

7 – Morreu: Você não tem mais oportunidades;

8 – Mudou-se: Agora que você está em um lugar melhor, faça coisas melhores;

9 – Foi demitido: Eles fizeram o trabalho difícil, que é te tirar do emprego. Aproveite sua vida de volta e mãos-a-obra;

10 – Sua vida está normal, como sempre: Quando você tem uma vida estável, você pode facilmente focar em novos negócios;

11 – Você está doente: Agora que você etá deitado, em sua casa… você tem tempo para fazer um plano de negócios;

12 – Comprou um notebook: Tudo que você tem para iniciar um novo negócio, agora você tem! comece;

13 – Está se sentindo apaixonado: Criar novos negócios é sexy;

14 – Começou o colégio: Colégio sozinho não te leva a lugar algum. Faça coisas relacionadas a empreender… comece enquanto está na escola;

15 – Casou: Parabéns! Você conseguiu um sócio(a);

16 – Você teve filhos: Você tem que ser inspirador para eles…faça algo grande.

— Conclusão: se você está vivo, tem toda uma janela de oportunidade! É só aproveita-lá. Ah, como estamos em pós carnaval, você ainda conta com um plus – está descansando, com cérebro cheio de vitalidade e criatividade. É hora de por os sonhos em ação.

Feliz  novas janelas de oportunidades!