Qual o poder de um hábito?

Nesse vídeo curto, falo da importância dos hábitos para nossas vidas pessoais e profissionais.

Considero esse um aspecto muito importante e que nos influencia de maneira que não imaginamos. A partir do momento que temos consciência do que é um HÁBITO, começamos a ver que temos muitos que são considerados negativos e pode ser aí, a chave que nos libera para sermos melhores do que somos hoje.

Anúncios

O sapo, a água e os hábitos

download

Todas sabem que é muito importante para nossa saúde física(e mental) fazer exercícios físicos. Porém, poucos o fazem.

É muito mais fácil, ficar em casa sentado em frente a uma TV, do que sair pra correr/caminhar. Mesmo sabendo da importância de cultivar hábitos saudáveis, acabamos por criar um hábito muito “mais prazeroso” para nosso cérebro.

Tudo que fazemos com frequência e que tem uma recompensa sensorial, nosso cérebro transforma em hábito. Para entendermos isso, vamos conhecer a anatomia de um hábito, segundo Duhigg(autor de o poder do hábito)ele tem basicamente esse esqueleto: deixa, loop, recompensa. Vamos verificar um exemplo para facilitar.

Se começarmos a correr dia após dia, durante 30 dias, quando chegarmos do trabalho, para nós sentirmos bem, com toda certeza, estaremos criando um hábito. Primeiro, porque faremos isso por um tempo pré determinado(o intuito é fazer com que o cérebro vá se acostumando aos poucos); segundo, porque tem um estimulo, chegar do trabalho = a corrida; e terceiro, a endorfina que será liberada durante essa corrida, fará com que nos sintamos bem e vamos querer fazer isso sempre.

Criar um hábito leva tempo, se for positivo, pode ser que leve menos tempo que um negativo. Prova: é muito mais fácil criamos o hábito de assistir TV todo dia, do que sair para passear com os cachorros.

Onde eu quero chegar com essa conversa? vamos observar nossa vida profissional em seguida responder a pergunta: quais hábitos temos criado durante nossa vida profissional? aquela fala: ah, a concorrência está me atrapalhando, por isso não atingi a meta(uma desculpa para não arriscar e criar coisas novas), pode ser um hábito que você criou após várias tentativas de mudança sem sucesso.

Pensa na velha história de que o sapo, quando colocado em uma vasilha com água fervendo aos poucos, acaba se acostumando com a temperatura e vai morrendo um pouquinho a cada vez que a água esquenta, pode estar acontecendo conosco. Parar e analisar quais hábitos temos criado ao longo do tempo, pode ser o primeiro passo para não morrer pela falsa adaptação. Sua água ainda pode estar morna, mude seus hábitos.

Ano novo, velhos desejos.

20131228-005624.jpg

Final de ano, tem uma coisa em comum a grande parcela das pessoas: todos prometem e criam metas incríveis para o próximo ano. Uns prometem ir na igreja todo o dia, outro dizem que vão ler 12 livros por ano, alguns preferem prometer a economia de dinheiro e finalmente, alguns querem perder peso.

Com toda certeza “guardar dinheiro” e emagrecer são os campeões dessas listas!

O acúmulo de dinheiro e o emagrecimento, tem que se comportarem de maneira inversa: quanto mais calorias eu ganhar, mais energia eu tenho que queimar… E quanto mais eu gastar, mais dinheiro tem que entrar, para que haja acúmulo!
Nos dois casos, são questões óbvias… Mas, difíceis de serem executadas.

Mesmo sabendo a resposta, não colocamos em prática essas ações porque falta uma simples palavrinha: atitude! Chega de começar um ano novo, com desejos velhos.

Para que você não fique só em metas, 😄 siga nossas dicas para a transformação de seus objetivos em um hábito positivo (baseado no livro “O poder do hábito”):

Defina claramente suas metas(1);
Estabeleça uma rotina(2);
Crie uma sensação de recompensa(3)

Por exemplo, se o seu desejo é poupar dinheiro, e você não souber o quanto poupar, ficará difícil colocar em prática.
Então, para transformar esse desejo em hábito, coloque: “economizar 10% do meu salário mensal” (1), Totalmente mensurável e definido!
“Todo entrada de dinheiro, devo separar primeiro os 10%”(2), fazendo isso, você estará colocando a rotina, ou seja, em que momento vou colocar em prática esse desejo?
Seguindo os dois primeiros itens, você chegará na recompensa (3), que nesse caso será você ver o seu dinheiro se multiplicando!

Seguindo esses passos você estará transformando uma vontade/desejo em uma realidade. No exemplo acima, foi usado o desejo de economizar, mas esses passos servem para qualquer coisa que você queira transformar em um hábito.

Tenha em atitude de mudança no próximo ano! Faça a sua lista, mas cumpra-a. Não fique feliz em chegar no final do ano e só trocar o ano, mantendo os mesmos desejos!
Mão-na-massa! Mudar seus hábitos e atingir suas metas só depende de você!

[Review] O poder do hábito.

O despertador toca, você desliga, levanta, vai até o banheiro, toma banho, escova o dente, troca de roupa e vai para o trabalho. Só nesse pequeno período de tempo, seu cérebro teve que tomar várias decisões: como eu vou levantar? com o pé direito ou o esquerdo? com que mão eu pego a escova, quanto de pasta eu vou colocar na escova, qual a pressão que vou aplicar para escovar os dentes!

Por conta disso, o cérebro acaba transformando essas tarefas rotineiras, que são executadas com certa frequência em um hábito. Dessa maneira, nós não 0 sobrecarregamos com tarefas que não tem relevância intelectual.

Charle Duhigg, é um repórter investigativo do The New York Times e escreveu esse livro(O Poder do hábito) justamente para verificar e analisar o quão importante é a criação, manutenção e a troca de hábitos. No começo do texto, demos exemplo básicos de hábitos, mas ele pode estar e ser em aspectos variados de nossas vidas, como: comer doces compulsivamente, gastar idem, ser um alcoólatra, todos esses itens podem ser considerados hábitos, e a partir do momento que conhecemos o que é um, conseguiremos identificar os nossos e até mesmo modificar os hábitos que só nos prejudicam.

Duhigg escreve o livro em uma forma leve e interessante, a leitura revela-se leve e flui com uma certa facilidade, apesar de ser um assunto um tanto quanto complexo e profundo. Antes de nos mostrar como podemos modificar um hábito, ele nos traz o resultados de sua investigação sobre o hábito e o quanto ele pode ser favorável e prejudicial.

O livro começa falando de Lisa Allen, fumante desde os 16 anos, com dívidas além do seu poder aquisitivo, obesa, e no currículo a mais longa permanência no emprego:1 ano. Uma pessoa cheia de hábito nocivos. Um determinado dia, ela decide fazer um regime. Passa-se dois anos, e o autor encontra outra Lisa: ela correra uma maratona, estava com seu peso ideal, conseguirá se livrar das dívidas e ainda alcançara o posto de Gerente nos seu emprego. Uma mudança e tanto! Tudo isso foi possível, porque ela resolveu mudar um hábito: comer menos. Essa hábito fez com que toda a sua vida mudasse, porque para ela comer menos, ela teria que ser mais controlada emocionalmente, isso fez com ela criasse o hábito se exercitar… e assim sucessivamente!

111949251SZ

Com certeza, não é fácil mudar um hábito, mas entendendo a maneira como a criação de um ocorre, fica mais fácil a mudança.

Para que um certo padrão de comportamento se transforme em um hábito, precisamos de uma sequência: DEIXA > ROTINA > RECOMPENSA. O que significa cada item? vejamos. Vamos ver a formação de um hábito negativo. Maria está com um problema em sua casa, e como ela não está bem(DEIXA), ela resolve beber algo com álcool. Quando ela bebeu pela primeira vez, ela sentiu uma sensação boa, esqueceu de seus problemas. Com isso ela passou a beber sempre que acontecia algo que a chateava porque assim(ROTINA), ela esquecia da situação(RECOMPENSA), até chegar um ponto que beber, se tornou um hábito.

No exemplo acima, utilizamos um exemplo de criação de hábito negativo, mas substitua por hábito positivo e você terá o mesmo LOOP = DEIXA > ROTINA > RECOMPENSA. Para cria um novo hábito, vamos deixar uma dica. Escolha um objetivo mensurável, escolha um deixa, e por fim um recompensa. Por exemplo, você quer ler todo dia por uma hora, durante 30 dias(objetivo mensurável). Você vai fazer isso, todo dia, no horário da novela das 21:00 horas(deixa). No final de 30 dias, você terá mais cultura e terá aprendido algo novo(recompensa).

Com esse post, quisemos resumir o livro, e passar dicas sobre a criação de hábitos, com certeza, para quem é empreendedor isso é de extrema importância, porque sempre temos alguns padrões de comportamentos negativos, que não nos trazem resultados positivos. Conhecendo o que é um, fica muito mais fácil modificá lo.