[Review] A doença como caminho


Hoje irei inaugurar uma nova categoria neste blog: Comentários de livros. Como eu gosto bastante de ler, sempre que terminar de ler um livro, publicarei alguns considerações a respeito do livro que estiver lendo.

Vamos ao primeiro livro. O título é: A doença como caminho, editora Cultrix, autores: Thorwald Dethlefson e Rudiger Dahlke. O primeiro é um Médico psicoterapeuta e o segundo. Psicólogo.

Este livro me foi indicado por um Médico, foi a primeira vez que saí de um consultório com receitas de remédios e lista de indicação de leitura.

É um livro que se divide em 2 partes. Na primeira parte, intitulada, Condições prévias para a compreensão da doença e da cura, são abordadas temas bem filosóficos. Começa – se a introduzir o tema doença de uma forma que nos (quase) nunca pensamos, a doença é um sintoma de que a alma(consciência, seu “eu”) não está bem.
Como foi comentado, os autores falam muito sobre a idéia de polaridade e unidade. Polaridade, significa separar bem e mal, doença e saúde, por exemplo… Já unidade, significa entender o caminho, ou seja, quanto mais autoconhecimento a pessoa tiver, mais perto da unidade ela estará. Um exemplo que extrairei do livro, talvez exemplifique melhor o conceito de unidade:

E Jesus lhe disse: Quando de dois fizerdes um, e quando transformardes o interior em exterior e o exterior em interior, quando o superior for como o inferior, e quando fizerdes o masculino e o feminino uma só coisa, de tal forma que o masculino não seja masculino e o feminino não seja feminino; quando fizerdes olhos no lugar de um olho e uma mão no lugar de uma mão, e um pé no lugar de um pé, uma imagem no lugar de uma imagem, então entrareis no reino (Evangelho de Tomé, 22)

O segundo capítulo inteiro se preocupa em explicar várias doenças(no livro elas são separadas por categoria), dando a sua origem em algum distúrbio da nossa consciência(alma). Mais uma vez reafirmando o poder da polaridade, a consciência interferindo no corpo físico.
No livro, os autores dizem que quando sofremos de algum mal, na verdade, surge uma “doença” para nos ensinar qual caminho devemos seguir. Por isso, convém a nós prestarmos atenção nos sintomas para melhorarmos psicologicamente e enfim, fisicamente.

Para ajudar nesse caminho do autoconhecimento, e o caminho da “unidade”, após falar um pouco dos sintomas e da doença, os autores nos propõem alguns perguntas, a fim de respondermos, porque muitas vezes nos mentimos para nós mesmos. A doença nos faz sinceros, diz os autores.

Em nenhum momento os autores falam para não utilizar remédios, ou ir em médicos, só nos mostram o que devemos mudar para conseguir alcançar a saúde. Muitos vezes o remédio vai agir na doença e não na causa.

Porque é importante ler esse livro? Para sermos mais produtivos, quanto menos problemas de saúde tivermos, melhor para nossa produtividade. Mas, por exemplo, quando estamos com muita dor nos ombros, tomamos um analgésico e a dor melhora. Ok. Mas, será que essa dor nos ombros, não é porque estamos tentando “carregar mais peso” do que somos capazes?
Se resolvermos isso psicologicamente, estamos eliminando essa dor. Eliminando a causa e não a dor.

Esse é um livro, é uma leitura um pouco filosófica, mais recomendo a quem busca autoconhecimento e uma alta produtividade. Espera que esse comentário tenha sido satisfatório, caso haja alguma dúvida, deixa nos comentários. Até a próxima.

20130114-233742.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s